Como Contornar a Atualização de Algoritmo Mais Recente do Google

google logo

Você percebeu que o Google está sempre fazendo alterações no seu algoritmo? E, quando eles fazem isso, eles raramente dizem o que mudaram.

Eles normalmente são meio vagos, como foram aqui…

twitter update

E aí, você quer saber como eu contornei essa atualização de algoritmo?

Bom, antes de eu te falar, você precisa ficar sabendo de algumas coisas.

Como o Google funciona

Você consegue chutar quantos fatores compõem o algoritmo do Google?

Mais de 200!

SEO é complicado. Se o Google tornasse SEO mais fácil, você veria páginas de serviços e produtos, e não páginas ricas em conteúdo, ranqueando no topo de qualquer busca do Google.

Isso significa que seria mais fácil ranquear e ganhar dinheiro, o que levaria menos empresas a gastar com Google Ads.

google ad revenue

É só olhar para a imagem acima, o Google gerou mais de 95 bilhões de dólares de receita com anúncios. É uma quantia absurda de dinheiro!

Mas o Google não está focando em colocar sites ricos em conteúdo no topo dos resultados de busca por se importarem com a receita dos anúncios, eles fazem isso porque é o que você quer.

Preste atenção, o objetivo do Google é te oferecer a melhor experiência possível.

Se você, enquanto usuário, quisesse ver páginas relacionadas a produtos e serviços no topo dos resultados orgânicos, então seria isso que eles passariam a fazer.

Quando o Google te oferece a melhor experiência de usuário possível, isso faz com que você sempre volte para eles, o que permite que eles monetizem através de anúncios.

Se eles não focassem na experiência de usuário e em te deixar satisfeito, o Google não seria o mecanismo de busca mais popular de todos. Seria o Bing ou algum outro mecanismo.

Então, quando o Google faz uma alteração no algoritmo, eles fazem isso porque aprenderam algo que vai te oferecer uma experiência melhor.

Eles não fazem essas mudanças para acabar com os seus rankings ou arruinar seu negócio.

O Google não é perfeito

Como qualquer outra empresa, o Google não é perfeito. Eles cometem erros (como todos nós), e nem sempre as mudanças que eles fazem acabam proporcionando a melhor experiência para os usuários.

Quando eles colocam as mudanças em prática, eles podem ver que as alterações não saíram bem como eles esperavam, o que faz com que eles acabem voltando atrás e ajustando tudo.

É por isso que você vê flutuações no tráfego de busca. Dê uma olhada no meu tráfego ao longo de 2017:

2017 search traffic

Ao olhar para o gráfico acima, você vai ver que eu gerei 6.162.300 visitas a partir de buscas, das quais 4.284.056 foram únicas.

E se você olhar ainda mais de perto, você vai ver que 2017 começou super bem. Fevereiro foi um mês excelente, apesar de ter menos dias.

feb 2017 traffic

Em fevereiro, eu gerei 390.919 visitas a partir de buscas, mas em Março, meu tráfego caiu. E aí, em Abril, houve mais uma queda.

april 2017 search

Essa queda pode não parecer tão significativa quando se vê o gráfico, mas o tráfego de busca de Abril foi de 292.480. É uma queda de 25,18% no tráfego de busca em comparação à Fevereiro.

Ai!

Eu não fiz grandes mudanças no meu site que justificassem essa queda, e não tem sazonalidade nessa época do ano…

2018 search traffic

Como você pode ver pela captura de tela acima, meu tráfego de busca de 2018 mostra uma tendência de crescimento (o que descarta a teoria da sazonalidade).

E, sinceramente, eu não sei se o Google fez alguma atualização de algoritmo nessa época em 2017, porque eu não presto atenção nelas (vou falar disso um pouco mais à frente).

Em outras palavras, seu tráfego vai flutuar, e tudo bem. Mas quando você olha para o seu tráfego de busca, desde que ele esteja subindo e caminhando par a direita ao longo dos anos, está tudo certo.

2017 foi um ano difícil para mim, porque meu tráfego de busca só voltou a subir em Agosto. Eu não estava fazendo nada de diferente, mas é assim que a banda toca.

Então por que eu não presto atenção às atualizações de algoritmo do Google?

Eu falei isso aqui em cima, e eu sei que é meio chocante. Sim, eu leio sobre as atualizações de vez em quando, mas eu não preciso que o Google me diga para onde eles estão indo com seu algoritmo.

Você, o usuário, que me diz isso.

Então o que eu faço é focar em você. Se eu fizer o que é melhor para você, meu site vai acabar ranqueando mais alto.

Claro, no curto prazo, pode ser que meus rankings caiam, mas eu sei que se eu focar em você (o usuário), isso vai aumentar minhas chances de ranquear alto no longo prazo.

Dê uma olhada no meu tráfego de busca nos 7 primeiros meses de 2018:

2018 search traffic

Eu já bati meus números de 2017!

5.017.790 é o número de visitantes únicos de busca que entraram no NeilPatel.com nos primeiros 7 meses de 2018. O total de 2017 foi 4.284.056.

É uma diferença gigante.

Desde que eu faça o melhor para você, eu sei que meu tráfego total vai continuar crescendo.

Se você vir meu tráfego desde quando eu comecei a postar no NeilPatel.com (Agosto de 2014) até agora, você vai ver que ele sobe e desce todo mês, mas, de uma forma geral, o gráfico está apontando para cima e para direita.

all time traffic

Então você está dizendo que não liga para SEO?

Não, eu ainda ligo para SEO e pratico diariamente.

Eu só não me estresso com todas as atualizações de algoritmo do Google porque isso está fora do meu controle.

Isso não quer dizer que eu ignore os conselhos dados pelo Google. Por exemplo, quando eles anunciaram que iam criar um índice mobile-first, eu logo otimizei meu site para mobile.

Mas tentar se inteirar de toda atualização do Google e adivinhar qual deve ser o próximo passo é um jogo de gato e rato.

É perda de tempo, cansativo e ineficiente. Você aproveita melhor seu tempo tornando seu site melhor para os seus usuários.

Como eu sempre digo: ter sucesso com marketing digital é um jogo de longo prazo. Foque no longo prazo.

Com garantir sucesso a longo prazo?

Eu já te mostrei que meu tráfego mostra o crescimento com o tempo.

Vou contar meu segredo para garantir que o Google adore você no longo prazo.

Por favor, por favor, por favor, esteja ciente que algumas das táticas que eu vou compartilhar com você pode diminuir seu tráfego no curto prazo, mas vai melhorar no longo prazo. 

Estratégia nº 1: Podar e cortar

Muitos profissionais de marketing debatem como podar e cortar seu conteúdo pode triplicar seu tráfego.

Se você não está familiarizado com o processo, é basicamente atualizar seu conteúdo meia boca e torná-lo incrível. E, quanto ao seu conteúdo irrelevante que não é mais válido, basta deletá-los e fazer redirecionamentos 301 das URLs.

Eu fiz isso várias vezes em dezenas de sites. Eu tenho amigos que fizeram isso, também. Todos nós vimos uma tendência dominante… O tráfego normalmente cai.

Mesmo que essas páginas que você estiver podando praticamente não tenham nenhum tráfego no Google, você provavelmente ainda vai ter uma queda no tráfego.

A única hipótese em que você vai ver um aumento é se o seu conteúdo for muito ruim mesmo, e você tiver que deletar posts curtos cheios de conteúdo duplicado.

Mesmo que seu blog seja novo, você deve pensar em podá-lo e cortá-lo uma vez por ano. Isso vai garantir que você esteja atualizando seu conteúdo, e, assim, oferecendo a melhor experiência possível para os seus usuários.

O processo que eu uso para podar e cortar (use o Excel ou o Google Sheets para fazê-lo) é o seguinte:

  1. Crie uma lista com todas as URLs no seu site – usando o Screaming Frog, eu rastreio meu site para obter uma lista completa com todas as URLs, title tags, meta descrições, número de inlinks (número de links internos direcionando para aquela URL) e número de palavras.
  2. Adicione o tráfego por página – Em seguida eu entro na minha conta do Google Analytics e listo quanto tráfego cada URL está gerando.
  3. Em seguida, adicione os backlinks por página – Eu coloco cada URL no Ahrefs para ver quantos backlinks cada URL tem.
  4. Por fim, adicione os compartilhamentos por URL – usando uma ferramenta como o SharedCount você consegue obter o número de compartilhamentos de cada URL nas redes sociais.

Sua planilha vai ficar mais ou menos assim:

prune and crop

Eu sei que pode ser meio difícil de visualizar, então segue um exemplo.

Alguns dos dados desse exemplo estão errados e devem ser desprezados. Além disso, repare que eu deixei alguns dados, como meta descrições e compartilhamentos, de fora (eu ainda não terminei a planilha).

O motivo pelo qual eu compartilhei essa planilha com vocês é que vocês vão perceber que eu coloquei algumas colunas a mais, como “o que fazer” e “redirecionar para”.

As 4 opções para “o que fazer” são: otimizar, apagar, redirecionar e nada.

Depois que a sua planilha estiver completa, você precisa rever cada URL manualmente e selecionar uma das 4 opções acima. Veja quando selecionar cada uma delas:

  • Otimizar – se a página for popular, tiver backlinks, tráfego e compartilhamentos, pense em otimizá-la. Isso pode incluir adicionar mais links internos à página, atualizar o conteúdo ou até otimizar o código on-page.
  • Deletar – se a página tem pouco ou nenhum tráfego, backlinks, compartilhamentos e não oferece nenhum valor para o usuário, pense em deletá-la. Quando você fizer isso, você deve atualizar os links internos que direcionam para essa URL e, em seguida, claro, pegar a URL e fazer um redirecionamento 301 para a página mais relevante.
  • Redirecionar – se a página é muito parecida com outra no seu site, pense em mesclar os conteúdos e fazer um redirecionamento 301 dessa URL para a aquela parecida. Você deve pegar a versão menos popular e redirecioná-la para a mais popular. Um bom exemplo disso é, se você tem dois posts sobre ferramentas de marketing em mídias sociais, o melhor a fazer é juntar os dois, criar um redirecionamento 301 e ajustar os links internos para direcionarem para a URL final.
  • Nada – se a página estiver boa e não tiver nada de errado com ela, você não precisa fazer nada.

Estratégia nº 2: Expanda internacionalmente

Existem mais de 7 bilhões de pessoas no planeta, e a maior parte delas não fala inglês.

Sim, o Google é uma fera difícil de domar, mas não em países em que o inglês não é o idioma principal. Seja na França, Alemanha, Brasil ou qualquer país cuja língua nativa não seja o inglês… É bem mais fácil de chegar ao topo do Google.

Claro, o volume de buscas pode não ser tão alto em países como o Brasil, mas pelo fato de a concorrência ser menor, você pode dominar mais rápido.

Veja quais são as línguas mais faladas no mundo:

languages

E o PIB de cada país:

gdp

E a população por país:

countries

Os melhores países para se concentrar quando o assunto é SEO são aqueles com um PIB alto e bastante populosos.

A internacionalização fez maravilhas pelo meu tráfego.

traffic by country

Nos últimos 31 dias, só os Estados Unidos foram responsáveis por 24,23% do meu tráfego. Se você quer aumentar sua posição nos rankings globais de busca, é só seguir o passo-a-passo desse post.

Ele se aprofunda no assunto de expansão internacional e nas lições que eu aprendi com um funcionário do Google.

A parte mais legal de SEO internacional é que ele também cria uma experiência melhor para os seus usuários, já que eles conseguirão ler seu conteúdo na língua nativa deles.

Estratégia nº 3: Corrija links, imagens, e arquivos de mídia quebrados

Deixa eu te perguntar uma coisa…

O que você faria se estivesse lendo esse post e metade dos links em que você clicasse estivessem quebrados? Principalmente os links que deveriam te ensinar os passos necessários para você aumentar seu tráfego?

Você não ia gostar, certo?

Eu, pelo menos, não gostaria.

E, para piorar, e se metade das imagens do post também estivessem quebradas?

Percebe como isso proporcionaria uma experiência péssima?

Claro que percebe. É por isso que você precisa consertar links, imagens e arquivos de mídia quebrados no seu site.

Você não precisa fazer isso todo mês, mas faça pelo menos uma vez a cada três meses. Você pode até usar ferramentas como o Broken Link Check para facilitar um pouco as coisas para você.

Estratégia nº 4: Corrija erros com o Google Search Console

Mesmo que você não esteja atento ao Google Search Console, eles vão te mandar um email quando começarem a aparecer muitos erros.

search console error

Quando você receber esses emails, não deixe de corrigir os erros. Se você não souber corrigi-los, encontre um desenvolvedor no Upwork para te ajudar a consertar.

Quando estiver tudo corrigido, o Google vai enviar um email dizendo que receberam a correção.

search console fix

É muito importante consertar os erros do Search Console. Eu sei que essa dica é bem óbvia, mas a maioria das pessoas não faz isso.

Essa coisinha vai diminuir as flutuações no seu tráfego de busca. Você nunca vai conseguir impedir que as flutuações aconteçam, mas isso vai ajudar a reduzir o risco.

Estratégia nº 5: Construa uma marca

Você sabe qual é o futuro do SEO?

São as marcas!

Os sites que dominam o Google podem não ser aqueles que têm mais backlinks, mas eles tendem a ter grandes marcas.

As pessoas confiam em marcas, o que significa que o Google confia em marcas.

Quando você quer comprar tênis de corrida, que marca vem à sua mente?

Aposto que é a Nike.

Quando você quer um cartão de crédito, que marca você escolhe?

Provavelmente Visa, Mastercard, ou American Express.

Você nem sempre procura um produto ou serviço no Google, em muitos casos você só procura as marcas conhecidas.

Construir uma marca não só ajuda com o tráfego no Google, mas te ajuda a diversificar suas fontes de tráfego para que você não dependa só da busca no Google.

Se você não acredita no valor do branding, dê uma olhada nesse post. Ele explica como eu aumentei meu tráfego do 240.839 para 454.382 visitantes em um mês (antes de explodir para sete dígitos) tudo por causa do branding.

Ele detalha inclusive passos que você pode seguir para construir uma marca para a sua empresa.

Funciona tão bem que eu consegui aumentar o valor de marca da minha ferramenta de marketing gratuita, o Ubersuggest.

ubersuggest

Estratégia nº 6: Fique de olho na concorrência

Você não precisa ser 10 vezes melhor do que seus concorrentes para superá-los. Ser um pouco melhor já faz maravilhas.

Se dependesse de mim, eu te diria para ser 10 vezes melhor, mas eu sei que isso pode ser caro e é irreal na maioria dos casos.

Se você ainda não se inscreveu no site dos seus concorrentes, faça isso.

Desde se inscrever na lista de emails dele a segui-los nas redes sociais, passando por testar seus produtos e serviços.

Faça o que você puder para ficar em dia com seus concorrentes. Se você conseguir passar à frente deles, mesmo que seja só um pouco, as pessoas vão preferir seu site em relação ao deles no longo prazo. Isso vai te ajudar a ranquear mais alto e obter mais tráfego (e vendas!).

E como eu mencionei acima, ser 10 vezes melhor é meio loucura, mas normalmente quando você faz isso, seus concorrentes não vão te copiar.

Quando você passa à frente deles um pouquinho que seja, é aí que você vai se pegar lutando para conquistar as pessoas (e o Google).

Conclusão

Se você quer contornar as alterações no algoritmo do Google, você precisa se manter na dianteira focando nos seus usuários. Faça o que for melhor para eles e você não vai precisar lidar com as constantes mudanças do algoritmo do Google.

Se você não seguir as dicas acima, você pode até poupar tempo no curto prazo, mas vai acabar num jogo de gato e rato no longo prazo. Fico exausto só de pensar.

Eu não presto muita atenção às atualizações de algoritmo, e acho que você também não deveria prestar. Em vez de fazer isso, foque em oferecer uma experiência de usuário incrível. É isso que vai te levar à vitória no longo prazo.

Mas vão ter momentos em que seu tráfego vai cair, não se desespere. Logo você vai voltar a ficar por cima se focar nos seus usuários.

E se você chegou ao topo do Google otimizando seu site para mecanismos de busca em vez de para pessoas, você vai acabar enrolado com alguma atualização. Quando isso acontecer, dê uma olhada nesse monitoramento de algoritmos, que vai te ajudar a visualizar o que mudou, o que você fez de errado, e o que você precisa consertar.

É um saco, e é por isso que eu me adianto, foco no usuário, e assim não preciso focar tanto no Google.

E aí, você presta atenção em todas as atualizações de algoritmo que o Google faz?

Artigo Original

Deixe uma resposta