A Melhor Estratégia de SEO que Aprendi Veio de um Funcionário do Google

google

Eu não acho que eu seja o melhor profissional de SEO por aí. E também não sou o profissional de SEO mais conhecido.

Mas quando você faz SEO por tanto tempo quanto eu venho fazendo, em algum momento você vai conhecer os principais nomes da área.

E, ao longo dos anos, eu conheci vários funcionários do Google. Alguns com cargos altos, outros não.

De todos os funcionários do Google que eu conheci, nenhum me falou nada que não pudesse vir a público. E eu nunca coloquei ninguém em uma posição que prejudicasse seu emprego.

Mas o mais louco foi que eu recebi um conselho sobre SEO no dia 4 de agosto de 2015, de um funcionário do Google, e isso mudou minha vida.

E mais louco ainda é que o conselho que eu recebi nesse dia específico provavelmente é conhecido por praticamente qualquer profissional de SEO, mas eu aposto que menos de 0,1% deles usa essa estratégia.

Em outras palavras, um funcionário do Google compartilhou um conhecimento facilmente encontrado em qualquer blog grande sobre busca, e mesmo assim eu tive preguiça de implementar o que eu já sabia.

Então, o que eu aprendi?

Bom, antes de eu entrar em detalhes sobre o que eu aprendi, vamos primeiro compartilhar os resultados dessa tática de SEO específica. A razão pela qual eu estou fazendo isso é que, se eu compartilhasse logo a tática, a maioria das pessoas  iria ignorá-la, como eu fiz.

Mas se eu compartilhar os números primeiro, você estará mais disposto a implementar o que eu vou ensinar.

Veja então minhas métricas de agosto de 2015 no NeilPatel.com:

august 2015 traffic

E essas são minhas métricas de tráfego para os meses subsequentes ao meu aprendizado dessa estratégia:

traffic growth

Como você pode ver pela imagem acima, meu tráfego estava crescendo. Eu fui de aproximadamente 100.493 visitantes únicos por mês para 144.196. Nada mal.

Mas o negócio é o seguinte… Meu tráfego estava crescendo naturalmente a partir de todo o resto do meu trabalho de marketing. E eu só comecei a implementar o que eu aprendi com o Google dia 28 de novembro de 2015.

E os resultados não apareceram de imediato. Eu demorei mais de um ano para começar a crescer de verdade. Mas depois de alcançar a marca de 21 meses, as coisas começaram a decolar.

Então qual é a grande lição?

Bom, talvez você consiga perceber olhando as capturas de tela abaixo. Qual a grande diferença entre eles?

Veja o primeiro, do NeilPatel.com:

neil patel traffic regions

E uma do blog KISSmetrics (que agora é meu – vou postar sobre isso outro dia):

kissmetrics traffic regions

E uma do meu blog mais antigo, o Quick Sprout:

quick sprout traffic regions

Qual a grande diferença entre elas?

Os três blogs são sobre marketing. O conteúdo é parecido… Então qual é a diferença?

O KISSmetrics e o Quick Sprout obtêm seu tráfego praticamente das mesmas regiões. Mas o NeilPatel.com, por outro lado, recebe tráfego de lugares como Brasil, Espanha e Alemanha, em um percentual muito mais alto.

E por que isso?

O Google me disse para ser multilíngue

É difícil ranquear no Google.

Não importa quantos posts você escreva sobre SEO, a maioria de vocês não vai ranquear bem porque demanda muito tempo e intermináveis horas de trabalho (ou uma enorme quantidade de dinheiro).

Mas, como me disse uma vez meu amigo do Google…

Já tem muito conteúdo em inglês, mas não o suficiente em outras línguas, embora a maioria da população do planeta não fale inglês.

Em outras palavras, você precisa traduzir seu conteúdo.

No dia 28 de novembro de 2015, eu fiz minha primeira publicação em português.

Avançando para os dias de hoje, eu tenho 4.806 blog posts publicados no NeilPatel.com, dos quais 1.265 são em português, 650 em alemão e 721 em espanhol.

Eu estou começando pouco a pouco a procurar outros idiomas, porque a estratégia está funcionando. Aqui estão minhas métricas de busca dos últimos 30 dias no Brasil:

neil patel brazil

E esses são os números da Alemanha:

neil patel germany

E o Neil Patel em espanhol:

neil patel spanish

O sucesso demora um pouco para vir em cada parte do mundo quando se torna o conteúdo local, mas vale a pena, já que não tem literalmente nenhuma concorrência.

Sério, nenhuma concorrência!!!

E eu sei o que você está pensando… As pessoas na maioria desses países não tem tanto dinheiro, por isso o tráfego é inútil e não vai converter.

Se é isso que você está pensando, deixa eu ser o primeiro a dizer que você está totalmente por fora!

Você precisa ir além do seu idioma!

Vamos dar uma olhada nas línguas mais faladas do mundo:

languages

Agora vamos dar uma olhada nos países mais populosos:

countries

E, por fim, vamos ver o PIB de cada país:

gdp

Os dados mostram que a maior parte da população mundial não vive nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá ou Austrália.

Existem vários outros países nos quais focar. 

Não só tem um monte de gente em regiões como o Brasil, mas também o PIB deles não é tão ruim. E, sim, não tem tanto dinheiro para ser ganho no Brasil como tem nos Estados Unidos…  Mas nos EUA você tem muito mais concorrentes.

No Brasil, por outro lado, é muito mais fácil de dominar o mercado, o que significa que você provavelmente vai conseguir ganhar tanto dinheiro lá quanto ganha nos EUA.

Para você ter uma ideia, quando minha agência se expandiu para o Brasil, nós geramos mais de um milhão de dólares em receita em menos de 12 meses sem falar uma palavra em português.

Tá, isso tecnicamente é mentira. Eu sei o português necessário para pedir uma água e dizer que eu não quero sal na comida 😉

Só pense no seguinte, nós conseguimos crescer enquanto só 3% dos brasileiros falam inglês. Isso significa que eu não me envolvi quase nada, e mesmo assim não estamos indo nada mal.

E meu trabalho não é nada quando comparado ao de empresas como a Amazon. Eles continuam investindo em regiões como a Índia mesmo que isso os faça perder dinheiro. Eles inclusive anunciaram um novo aporte de 2 bilhões de dólares.

Se você quiser crescer rápido como a Amazon, você tem que começar a pensar grande.

E uma expansão internacional deve ser um desses pensamentos grandes.

Mesmo que você não consiga atender algumas dessas regiões, que mal tem em gastar dinheiro para começar a construir a marca e o tráfego para sua empresa nessas regiões? Você pode começar a pensar em monetização mais à frente.

Mas é melhor correr… O tempo está passando.

É como o velho oeste

Durante uma das minhas viagens ao Brasil, eu fiz uma reunião com o André Esteves. A reunião duraria a princípio uma hora, mas acabou durando quase 3, o que é bastante tempo, considerando que ele vale $2 bilhões.

andre esteves

Naquele dia, ficamos falando de trabalho, compartilhamos histórias da nossa vida pessoal, ele me convenceu a parar de investir em fundos de cobertura e colocar todo meu dinheiro de volta na internet… E, o melhor de tudo – ele me explicou como regiões como o Brasil são o velho oeste.

Mas ele não disse isso de uma maneira negativa. Foi o contrário, até.

Ele estava, na verdade, explicando como regiões como o Brasil quase não têm concorrência e estão crescendo rápido. Quem tiver paciência vai ganhar bastante dinheiro à longo prazo.

Ele acertou na mosca!

É por isso que o Google, o Facebook, a Apple, a Amazon, e a Microsoft investem pesado em internacionalização. Todas elas sabem que não dá para criar um negócio gigante focando apenas no mercado usando um único idioma.

Para você ter uma ideia de quanta energia essas empresas gastam em globalização, um dos meus amigos da Microsoft (que é um executivo), explicou por que a Microsoft está tentando acabar com a pirataria na China.

Se todo mundo na China parasse de piratear produtos da Microsoft e pagasse por eles, isso aumentaria o market cap da empresa em aproximadamente 138 bilhões de dólares (de acordo com ele).

Isso é surreal!

Mas, claro, se eles acabassem com a pirataria, nem todo mundo passaria a pagar pelos produtos. Mas, ainda assim, isso só mostra quanto dinheiro a Microsoft ainda pode ganhar na China.

Tem inclusive bastante dinheiro para você ganhar em outros continentes. Você só precisa estar disposto a apostar.

Você já viu minhas métricas de tráfego. Eu estou crescendo rápido mundo afora. Eu não estou monetizando o suficiente nessas regiões, mas isso vai mudar ao longo do tempo.

Eu apostei na internacionalização anos atrás, e eu só aumento meu investimento a cada ano.

Veja como expandir internacionalmente

Eu tive um desempenho melhor no Brasil do que na Alemanha e em todos os mercados hispânicos. E não é porque eu comecei pelo Brasil, é porque eu tinha uma equipe no Brasil desde o primeiro dia.

Eu demorei muito para começar a incorporar pessoas dessas regiões à minha equipe e expandir.

Se você não fala a língua e não entende a cultura, não vai funcionar, independente do quão bom você seja no marketing.

Essa foi a maior lição que eu aprendi, você precisa de uma equipe preparada!

A segunda lição que eu aprendi é que traduzir seu conteúdo não é o suficiente.

Mesmo que você ajuste o conteúdo para adaptá-lo à região, você ainda não vai ter sucesso, porque as pessoas em cada região estão procurando coisas diferentes.

Por exemplo, nos Estados Unidos, as empresas esperam que eu escreva conteúdo mais avançado sobre marketing. Em algumas partes da América Latina, por outro lado, as pessoas estão buscando aprender os fundamentos de marketing digital.

Por essa razão, minha equipe teve que começar a criar conteúdo inédito para regiões como o Brasil. Isso ajudou imensamente.

brazil content

Como você pode ver pela captura de tela acima, o texto que mais fez sucesso no Brasil não foi uma tradução (é o segundo na lista, o primeiro é uma ferramenta).

Eu ranqueio em segundo lugar (atrás só da Wikipedia) e antes dos resultados do YouTube para o termo de busca portfolio: 

portfolio

E essa imagem aí em cima também me leva ao meu último ponto. Você realmente precisa construir uma marca para cada região, caso contrário não vai funcionar.

Eu falo em mais conferências no Brasil do que na Alemanha ou qualquer país de língua espanhola.

Apesar de a maioria das pessoas achar que não tem muita oportunidade de se ganhar dinheiro no Brasil, eu recebo de $25.000 a $50.000 por uma hora de palestra toda vez que eu vou para lá.

Em um determinado momento, eu encontrei maneiras melhores de expandir minha marca internacionalmente do que dando palestras (o que não é escalável).

Eu comprei a ferramenta Ubersuggest por $120.000 porque ela recebe bastante tráfego de várias partes do mundo. Agora eu estou aperfeiçoando a ferramenta e expandindo sua funcionalidade, apostando que, à longo prazo, isso vai me trazer mais tráfego e exposição.

Conclusão

Eu sei que o conselho que meu amigo do Google me deu não foi nenhuma invenção da roda, mas funcionou muito bem.

A gente tende a esquecer, e até ignorar o que não está bem na nossa cara.

Todo mundo sabe que a maior parte da população mundial não fala inglês, e mesmo assim a gente continua a direcionar nosso trabalho de marketing ao mercado de língua inglesa.

Se eu fosse começar tudo de novo, eu não criaria um site em inglês. O que eu faria seria escolher uma região da Europa, como a França ou a Alemanha, que não fosse tão competitiva e cuja moeda valesse mais que o dólar.

Não só eu teria resultados mais rápidos, mas também ganharia mais dinheiro pois não teria tanta concorrência.

E sim, eu demorei um pouco para ver os resultados, mas desde então eu passei a fazer mais experimentos, e, se eu fosse começar tudo de novo, eu:

  • Criaria sites separados para cada região – é mais fácil de ranquear um site local hospedado em um determinado país do que ranquear um site global. Se você já tem uma autoridade de domínio forte, como eu, não use subpastas, o melhor é usar sub-domínios (eu errei nisso). Para você ter uma ideia, quando se cria sites novos com seu próprio domínio, focados em uma única região, normalmente se consegue chegar ao topo da primeira página entre três e quatro meses.
  • Use hreflang corretamente – existem várias maneiras de se usar tags hreflang. Se você não conhece essas tags, elas basicamente dizem ao Google quais páginas focam em quais regiões. O mais difícil das tags hreflang é que você pode focar tanto em uma região quando em uma língua específicas (ou nas duas). Você tem que ter certeza de que está escolhendo a certa.
  • Compre em vez de criar – se você realmente quer crescer rápido, basta comprar sites nessa região que não estejam fazendo muito dinheiro e ajuste-os. Essa é a maneira mais rápida de crescer.

E eu vou te deixar com uma reflexão final…

O Google não te penaliza por conteúdo duplicado. Traduzir seu conteúdo e usar tags hreflang não vai fazer com que você seja penalizado.

Mas se você usa um software de tradução automática e suas traduções são feitas de qualquer maneira, suas métricas de usuário provavelmente vão ser afetadas e tem uma grande chance de você ser penalizado pelo Google. Então traduza seu conteúdo manualmente.

Você vai expandir seu conteúdo globalmente? Ou vai continuar à margem assistindo os outros passarem à sua frente?

Blog Fonte

Deixe uma resposta