O que é, como fazer e dicas para a vida real

No post de hoje vamos entender o conceito de Benchmarking e saber como aplicar essa estratégia no dia a dia do seu negócio com dicas práticas para a vida real de pequenas e médias empresas em um tutorial completo.
Se preferir, confira o vídeo no final do post, diretamente do meu canal no Youtube. 
Conceito
“Benchmark” é um termo que vem do inglês e que significa “pegar referência”. É a análise e aplicação de boas práticas do mercado na operação de um determinado negócio ou de determinada indústria.
Não significa cópia, plágio ou espionagem industrial e sim que você identifique algum processo que gostaria de aprimorar e entender como outras empresas já o aplicaram para aí sim levá-lo até a sua empresa e implementa-lo.
Exemplos
As empresas automobilísticas japonesas aprenderam como montar carros nosEstados Unidos, junto com as grandes montadoras americanas e levaram o aprendizado para o Japão.
Lá aplicaram as práticas aprendidas juntamente com particularidades muito próprias daquele país, condizentes com a cultura e melhoraram o que aprenderam fazendo adaptações naturais e necessárias.
Hoje as montadoras japonesas são exemplos de eficiência no setor e grandes exportadoras, inclusive para os Estados Unidos.
Passo a Passo

A primeira etapa é ter clareza do objetivos, saber o que eu quero melhorar ou aprender
A segunda etapa é entender onde eu vou buscar a inspiração ou referência
A terceira etapa é o check list e planejamento dos processos que você busca aprimorar. Essa etapa é muito importante para poupar tempo da empresa que está cedendo espaço e agenda.

Dica
Fazer parte de um Núcleo de Negócios ou Órgão Setorial é uma excelente maneira de fazer Benchmarking. Com empresários reunidos e em prol de um mesmo objetivo, fica mais fácil realizar visitas técnicas, trocar experiências e enriquecer o networking.
Cuidado
Não é comum que Benchmarking seja realizado entre concorrentes diretos, mas também não é impossível, o mercado está cada vez mais maduro e aberto. Justamente porque fazer Benchmark não é copiar ou plagiar e sim, aprender em conjunto, trocar experiências, fortalecer o setor.
Uma empresa do ramo têxtil pode aprender com uma empresa do ramo de bebidas como resolver um processo da área de logística. A ideia é pensar fora da caixa também 🙂
Vida Real
Uma dica para quem não se imagina fazendo parte de um núcleo de negócios ou trocando ideias com outras empresas, é fazer Benchmark em processos do dia a dia.
Você provavelmente já orçou um site ou um aplicativo. Ao invés de apenas avaliar o trabalho do fornecedor pelo preço e pelo nome dos clientes, pegue referências de forma estruturada.
Entre em contato com as empresas atendidas e se identifique como o Fulano de Tal, da Empresa XPTO, que está em contato com o fornecedor XYZ que já trabalhou com eles e que gostaria de conversar e fazer benchmarking. Troque informações, questione o que julgar pertinente, verifique o pode aprender com esse processo, identifique diferenças e similaridades. Note que o que é bom pra um não é bom para todos e justamente por isso que você precisará seguir o passo a passo que comentamos acima.
Viável, não é mesmo?
Espero que tenham gostado e que sua empresa possa se beneficiar dessa prática tão importante! Até a próxima!

Sugerido:
Quer saber como comprar seguidores para instagram

Blog Fonte

Deixe uma resposta